Funcionários paralisaram as atividades (Fotos: Portal Infonet)

Cerca de 20 creches e escolas da rede municipal tiveram suas atividades interrompidas ou dificultadas nessa segunda-feira, 11. O motivo é a paralisação de cerca de 300 merendeiros terceirizados, que alegam não receber vale-refeição, vale-transporte e aumento de salário. Os funcionários, contratados pela empresa VBX, fizeram uma manifestação na Secretaria Municipal de Educação (Semed) na manhã de hoje.

Segundo informa o assessor do Sindicato dos Trabalhadores em Hotelaria e Refeições Coletivas de Aracaju (SindHotre), Rogério Tude, há quatro meses não há repasse dos vales alimentação, e que além disso, o salário não foi reajustado. “Nunca temos uma posição de quando os salários serão pagos. A empresa alega que as prefeituras não estão repassando o dinheiro”, alega.

A merendeira Adriana dos Santos, que trabalha na Escola Municipal Jornalista Orlando Dantas, no bairro Veneza, reclama dos atrasos nos repasses. “Tá tudo atrasado! Estamos há muito tempo esperando para pagar nossas contas”, ressalta a funcionária.

VBX

Segundo a assessoria, a empresa VBX vem tentando pagar todos os salários, mesmo com os atrasos da prefeitura. “Ficamos no aguardo de repasse das prefeituras e isso tem gerado dificuldade no caixa da empresa”. Ainda de acordo com a assessoria, há atraso no vale-alimentação há dois meses.

Pedro Rocha: "É um caixa só para resolver os problemas de todos os setores"

Semed

De acordo com o assessor de comunicação do órgão, Pedro Rocha, há um dificuldade em repassar os recursos. “Os gestores estão passando por um momento difícil. Às vezes, os fatos falam mais alto que as razões. É um caixa só para resolver os problemas de todos os setores”, fala.

Paralisação efetiva

O assessor Rogério Tude também destacou que, se os atrasos não forem quitados até o próximo dia 27 – quando as aulas da rede estadual devem retomar – haverá paralisação efetiva. “Essa paralisação de hoje foi um alerta. Quando as aulas voltarem, iremos paralisar as atividades efetivamente”, informa.

Por Jéssica França


Leia mais no Infonet Notícias