Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a Medida Provisória que visa acabar com a cobrança abusiva proposta pelo SPU aos proprietários de Terrenos de Marinha.

A medida vai garantir que no exercício de 2016 o reajuste fica limitado a 10,54% e o valor poderá ser dividido em seis parcelas, sendo que o vencimento da 1ª parcela ou da cota única está marcado para 29 de julho de 2016.

A medida provisória também visa discutir sobre o ajuste de eventuais diferenças entre a planta valores (adotada pelo SPU) e as plantas de valores genéricos (adotadas pelos Municípios e pelo DF). Essa readequação poderá ser parcelada em 10 anos.

Fonte: Prefeitura de Aracaju


Leia mais no F5 News