O governador Jackson Barreto divulgou no inicio na nesta sexta-feira (10), o cronograma de pagamento dos servidores que têm ganhos acima de R$ 500 com os Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores Públicos do Estado PCCV’s e demais carreiras com Leis editadas em 2014.

De acordo com o cronograma, os servidores que se enquadram no PCCV da Administração Geral, Saúde e Área de Engenharia, que tiveram um ganho superior a R$ 500 receberam esse valor na folha do mês de maio, e irão recebe até R$ 1.500 na folha de junho. Se o valor do ganho do servidor ainda for superior a R$ 1.500 ele receberá os R$ 1.500 na folha de junho e o restante em parcelas de R$500 mensais a partir da folha do mês de julho.

saiba mais

O cronograma também contempla as demais carreiras que tiveram Leis editadas em 2014. A partir do mês de junho, esses servidores terão em seus vencimentos uma parcela de até R$ 1.500. Aquele servidor que tiver ganhos até esse valor, também já terá a implementação do seu plano de carreira concluído ainda em junho. Já os que têm valores de ganho superiores, receberão, assim como os servidores do PCCV, o restante em parcelas de R$ 500 mensais a partir da folha do mês de julho.

Foi destacado também que com a definição de um plano de carreira, ou de um novo modelo de remuneração como subsídio, os ganhos são individualmente diferenciados para cada servidor a depender da sua situação na carreira. Vale lembrar que, no caso dos servidores do PCCV, o ganho individual de cada um está disponível no seu contracheque, como a rubrica Ajuste Provisório da LRF.
“Estamos cumprindo nossa promessa e anunciando antes do prazo previsto, que era o dia 11, o cronograma de pagamento integral do PCCV e das demais Leis editadas em 2014”, disse o governador Jackson Barreto.

“É importante lembrar sempre que não é parcela de R$ 1.500 para todos, e sim de até R$ 1.500. Os ganhos são individuais, de acordo com a situação na carreira, e cada servidor deve verificar nos seus contracheques”, explica o secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, João Augusto Gama.

* Com informações da ASN.


Leia mais no G1 Sergipe