Dona de clínica recebia Bolsa Família e um salário como sócia da empresa
(Foto: Reprodução / Internet / Cidade Alerta Sergipe)

Crispina Macedo Costa, dona da Hemoclínica, localizada em Aracaju, recebia mensalmente R$ 77,00 do Bolsa Família, programa do Governo Federal que garante o acesso a serviços essenciais, como alimentação, saúde e educação as famílias de baixa renda do Brasil.
A empresária recebia até o mês de março R$ 77 do Bolsa Família. Ela estava cadastrada no Bolsa Família, no município de Indiaroba (SE). Em entrevista para o programa Cidade Alerta Sergipe, da TV Atalaia, afiliada à Rede Record, Crispina disse para o repórter que comprou uma parte da clínica por R$ 20 mil em 2011. A outra parte da empresa seria de Antônio Costa Vitorio, primo da empresária que não soube responder quando a empresa foi fundada. "Eu não sei. Só ele (Antônio) pode informar. Ele me chamou, perguntou se eu queria ser sócia com ele. Me ofereceu um salário de R$ 1880. Ele deposita na minha conta", disse Crispina, que também não soube informar de quanto é o faturamento da empresa e quantos funcionários a empresa tem. A Hemoclínica participou recentemente de licitação na Fundação Hospitalar de Saúde, de mais de R$ 7 milhões, mas nenhuma empresa foi declarada vencedora.
Assista:

Leia mais Jornal de Sergipe