Eduardo Shinyashiki, Monja Coen e William Sanches serão alguns dos palestrantes do Simpósio Nacional Despertar da Consciência (Sinadec) – Corpo e Mente em Equilíbrio: a felicidade como caminho. O evento beneficente acontecerá de 10 a 12 de junho, no Teatro Tobias Barreto, e terá a renda revertida para a construção da Casa de Sossego 'Vó Tereza', que abrigará idosos e crianças com paralisia cerebral.

Segundo Fábio Dantas, um dos organizadores do evento, o objetivo do Sinadec é a reflexão sobre a felicidade com diversas abordagens, entre elas holísticas, culturais, direitos humanos, saúde mental, emocional, física e bem-estar.

saiba mais

O Instituto que será construído com a renda do Sinadec terá por missão contribuir para o desenvolvimento humano de crianças com paralisia cerebral e idosos por meio de ações socioeducativas voltadas para a preparação, inclusão social e o exercício da cidadania, com vistas a garantir a dignidade e o protagonismo dessas pessoas.

Segundo Fábio Dantas, uma característica dos tempos contemporâneos é a ênfase nas ações e aspectos negativos dos seres humanos – privilegia-se o individualismo, as relações sociais são efêmeras, divulgam-se massivamente notícias de desastres ambientais, acidentes e outras formas de violência provocadas pela humanidade. Como consequência tem-se o crescimento da sensação que os seres humanos são negativos e incapazes de ações que possam beneficiar não apenas a si mesmos, como também a coletividade.

"Diante disso surge a necessidade de refletir acerca da felicidade através das perspectivas de diversas áreas de conhecimento, sejam elas científicas, filosóficas e espiritualistas. Em outras palavras, é importante pensar de maneira holística em busca de corpo e mente em equilíbrio, por meio de reprogramação mental e comportamental com abordagens integrativas objetivando a promoção de uma melhor qualidade de vida", afirma Fábio.

As inscrições podem ser feitas no Sinadec ou na bilheteria do teatro. A carga horária do evento é de 20 horas com direito a certificado pela participação.


Leia mais no G1 Sergipe